Centro de Estudos de Cognição e Ação (CECA) | EEFFTO - UFMG  




Centro de Estudos de Cognição e Ação (CECA)

A proposta de modelos de ensino-aprendizado que se realiza no Centro de Estudos em Cognição e Ação (CECA) adota como base a interação da Pessoa-Tarefa-Ambiente (Nitsch, 1975, 1986, 1990, Newell, 1986), se apoia nos modelos do comportamento antecipativo (Hoffman, 1993), do treinamento da coordenação (Roth, 1997, 1999), das famílias de habilidades esportivas (Roth, 1999; Hossner, 1997), e da aprendizagem incidental (Reeber, 1989) via jogos e pequenos jogos. As pesquisas do CECA se desenvolvem nas diferentes modalidades esportivas, estudando em estas diferentes aspectos específicos em concordância com as linhas de investigação. As linhas de pesquisas do CECA englobam cognição, ação e pequenos jogos.

Na área da Cognição estudamos:

  • Processos cognitivos em esportes (CTD + CTP + a utilização do fNIRS na investigação da ativação de áreas relacionadas às funções cognitivas de alta ordem durante a execução de tarefas de tomada de decisão em situações táticas nos esportes);
  • Estudos com rastreamento ocular (Eye Tracking - padrão de busca visual e seleção de sinais relevantes entre diferentes populações);
  • Proposta de modelos teóricos de Ação e Tomada de Decisão em Esportes;
  • Desenvolvimento de Testes de Conhecimento Tático Declarativo (TCTD) e Processual (TCTP).

Na área da Ação estudamos:

  • Metodologia da iniciação esportiva (com ênfase nos esportes coletivos e de raquete);
  • Desenvolvimento (categorização e efetividade) de processos de ensino-aprendizagem-treinamento nos esportes;
  • Observação e análise de jogo.

A linha de pesquisa de Pequenos Jogos se caracteriza por uma abordagem interativa e transdisciplinar, sendo abordados os processos emergentes de situações de jogo com pequeno numero de jogadores em interação com os aspectos fisiológicos, mecânicos, técnicos, táticos e psicológicos.

As formas de realização (por exemplo, o espaço de jogo, o número de jogadores, igualdade-superioridade-inferioridade numérica, uso de curingas/apoios, entre outras opções) e os efeitos no nível de rendimento ao se manipular estes parâmetros.

Coordenador: Pablo Juan Greco
Telefone: 3409-2329
Contatos: gregopj@ufmg.br e pablojgreco@gmail.com